sábado, 7 de fevereiro de 2009

Casos e Descasos...

Não queria estar aqui apenas pra dizer o quanto ainda te amo.
E que cada dia fico a sua espera pra quem sabe poder te ver passando na rua ,não saio do lado do telefone para não correr o risco de você ligar e eu não estar ali pra te ouvir e sentir sua voz no meu ouvido e chegando no meu coração que vai acelerando como se fosse uma escola de samba.
Viver assim não é fácil, a ausência de alguém que sempre me fez feliz parece que nunca vai acabar.
Todas as fotos, as músicas que ouço me lembram você e às vezes ainda sinto o seu cheiro em alguma roupa minha e ai então é inevitável que as lágrimas não rolem...
Como fazer pra te esquecer se é mais fácil te lembrar por qualquer coisa e sempre que esqueço parece que alguma coisa me faz te lembrar...
O que queria enfim te dizer é que o recomeço nesse caso é uma forma de dizer volta pra mim e que tudo que eu mais quero é começar de novo.
Esquecer tudo o que passou e fazer desse momento um novo começo como se fosse à primeira vez... Aquela em que os olhares se cruzam e a partir daí tudo começa a agir dentro da gente porque amar não é só ver sentir e cheirar...
Amar é se doar e estar disposta a mudar e começar tudo novo como se fosse a primeira vez...
_________________________________________________________
Daqui desse momento
Do meu olhar pra fora
O mundo é só miragem
A sombra do futuro
A sobra do passado
Assombram a paisagem
Quem vai virar o jogo e transformar a perda
Em nossa recompensa
Quando eu olhar pro lado
Eu quero estar cercado só de quem me interessa
Às vezes é um instante
A tarde faz silêncio
O vento sopra a meu favor
Às vezes eu pressinto e é como uma saudade
De um tempo que ainda não passou
Me traz o teu sossego
Atrasa o meu relógio
Acalma a minha pressa
Me dá sua palavra
Sussurre em meu ouvido
Só o que me interessa
A lógica do vento
O caos do pensamento
A paz na solidão
A órbita do tempo
A pausa do retrato
A voz da intuição
A curva do universo
A fórmula do acaso
O alcance da promessa
O salto do desejo
O agora e o infinito
Só o que me interessa...

2 comentários:

Mr Bobby Jones McGee disse...

amor é dor, esse que sentimos e nos faz tão bem e mal.

e os recomeços inocentes são admiráveis, qualquer chance, forma, tentativa, que venha do amor, é admirável...

:* Angela

edson marques disse...

Angela,


Que bom que você gostou do meu poema MUDE.

Leia outros textos meus em www.mude.blogspot.com

Abraços, flores, estrelas.