sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz Ano Velho Novo...

Estou aqui novamente retomando um projeto antigo, com um incentivo de uma amiga me deu essa vontade de retomar tudo de novo a idéia principal era fazer um blog com noticias, comentários sobre exposições, sobre museus, sobre arte, sobre música, sobre cinema enfim o que nos cerca no dia a dia.
Claro também colocar aqui textos de gente que escreve a tempo e também por que não arriscar e me incluir aqui no meio, pra começar tem um boas vindas para 2011.



Feliz Ano Velho Novo...

E o que você fez....O ano termina e nasce outra vez...


Como passou rápido tudo os sorrisos, os lugares, as brincadeiras, os desapegos, as tristezas, as decepções, o reencontro, a lembrança, a descoberta, São Paulo que é o mundo dentro de um só lugar, a licença poética do Gil quando se refere a Ipiranga com a Avenida São João porque definitivamente eu não senti nada e o que me chamou atenção realmente foi a Esquina de MPB,alguns lugares que vi,vivi e conheci, outros que só passei pedindo passagem, mas enfim foram tantas coisas que se for numerar uma a uma ficaria aqui no mínimo dias para poder dar as emoções devidas aos 365 dias desse 2010 de surpresas.
O que é o ano novo se não o recomeço de tudo, o surgir, o ter esperanças de algo se nem ao menos conseguimos nos desvencilhar do que passou daquelas mágoas, daqueles beijos mal sucedidos, daqueles abraços que não puderam ser terminados o que é o ano novo se não a esperança de um novo agora sem nem ao menos terminar direito o ontem.
Tentar começar um ano novo cheio de esperanças é o que sempre queremos, e claro conseguimos, não estou aqui para acabar com a festa de ninguém apenas estou dando um “Olá” para toda a falta de bom senso das pessoas que quando viram o ano esquecem de tudo aquilo que deixaram para trás como se nada tivesse acontecido.
Que tal começar esse novo ano com tudo novo mesmo, com as novas velhas amizades, com as boas novas lembranças de um futuro que ainda virá, com a triste lembrança só daqueles que partiram dessa pra outra bem melhor, o velho novo ano que começa não é apenas para coisas novas e sim tentar cumprir com aquela meta que estava escondida lá naquela parte inferior da folha de metas para 2010, que tal começar o ano novo pulando as 7 ondas bêbado e contando nos dedos quantas já foram, que tal passar a noite deitado na areia da praia abraçado com alguém ou abraçado com uma garrafa enormeeeee de champagne daquelas de fórmula 1 olhando para as estrelas e esperando o dia nascer, que tal a meia noite ligar para alguém que você gosta muito ou pra aquela(e) amiga(o) que faz aniversário no dia 1 de janeiro.
Já pensou em tentar também quebrar todas aquelas tradições? Ou então em fazer tradições só suas? Eu tenho as minhas que são tradições vindas dos meus pais, agora aprimoradas por mim e pelo meu primo que por sinal juntamos a tradição de nossos pais e unimos com a nossa que é passar a meia noite juntos, pular as sete ondas e claro contando nos dedos e ele me molhando, depois jogar qualquer tipo de bombinha e agora nesse ano que ainda este por vir, a tenda na praia com música improvisada em algum aparelho de telefone e esperar o sol bater no nosso rosto.
Coisas simples atitudes casuais e pessoas do nosso cotidiano podem fazer a diferença para que o ontem e o hoje possam se fundir de uma forma tão agradável que para muitos que passam sozinhos essa data que acaba se tornando dolorida, enquanto o mundo se acaba fazendo tudo o que sua imaginação pode sonhar que tal olhar para a pessoa ao lado na praia, na rua, na Avenida Paulista, nas areias de Copacabana, no Chalé, na barraca ao lado,no hospital, no restaurante, no cruzeiro enfim esteja onde você estiver nunca se pode estar completamente sozinho se você não tem a bela compania de se ter ao seu próprio lado.


Um comentário:

Adriana de Souza disse...

Fico feliz que meu pequeno incentivo tenha sido suficiente para estimular tua iniciativa. Parabéns pela coragem!
Teu escrito é muito oportuno, fez-me pensar que não existe nada que conheçamos tão profundamente que não possa ser redescoberto, quer um exemplo? Teu nome, eu jamais supunha que tinha um “Luciane” entre Ângela e Peyerl... Surpreendente, porque tal nome significa uma pessoa que encara a vida com seriedade e procura ser correta no que faz, semelhança pouca é bobagem. Amiga, desejo que teu 2011 venha cheio bênçãos!

Bjao adoro sua amizade e me ajuda a divulgar meu blog.

:D
:*


Adriana de Souza
pescadordecultura.blogspot.com
Dicas Culturais para seu ócio criativo!